"LIGA/DESLIGA"

Vou começar a sugerir aos “pré-pais” que façam um período de “test drive” antes de terem filhos. Claro! Olha que bacana: ligue para um amigo próximo e sugira que ele saia com sua esposa (a dele… que fique bem claro!) nesta noite, enquanto vocês tomam conta do filho do casal. Seu amigo adorará a idéia de poder se divertir despreocupado, pelo menos por uma noite, e vocês terão a oportunidade de protagonizar o filme “uma noite com o pequeno baby”.
Se a experiência tiver sido ótima, repita outras vezes até que a criança não durma uma noite toda e fique chorando inconsolavelmente (tenho a certeza que não serão necessárias muitas tentativas). Só depois desse estágio você estará apto a perceber com clareza se está preparado para ter um filho…

Parece engraçado, mas veja só… No meu último plantão, durante a consulta, um pai falou: “Doutor, não agüento mais meu filho chorando. Na verdade, teve apenas um momento que eu suportei o choro… quando minha esposa o levou para a casa da avó! Eu eu fiquei na minha, claro.” Se não bastasse, no final da consulta o pai olha pra mim e pergunta: “onde fica o botão LIGA/DESLIGA do meu filho”? Fui obrigado a achar graça… Porém, ainda no mesmo plantão, um outro pai fez a mesma pergunta! Pode?! Só que dessa vez, ele suplicava: “Doutor, por favor, o senhor tem que inventar um botão LIGA/DESLIGA para o meu filho!”. Fui obrigado a responder: até o presente momento, o único botão LIGA/DESLIGA que realmente funciona tem que ser usado antes que a mamãe fique grávida. Certo?!

3 comentários sobre “"LIGA/DESLIGA"

  1. Tio Thiago
    amei seu o blog ! to apaixonada por ti :$ rsrs
    estava em dúvida a respeito de qual carreira seguir
    mas depois de ler aqui tenho a certeza de que quero ser Pediatra
    nn para de postar não viu, tio ?
    ja virei tua fã ! rsrs 😀

  2. E é por isso que o mundo está ficando assim…
    Com valores invertidos.
    Hoje em dia, “filhos” são como bens mensuráveis, como: carro, casa, cartão de sócio do clube.
    É chique ter filho, pra levar no inglês, no balé, ir na reunião dos pais na escola, contratar a melhor babá.
    A maioria das mães, trabalham pra pagar a babá, depois vão à academia, ao salão de beleza, chegam em casa e os filhos já estão dormindo.
    Eles não conhecem seus filhos, não educam e consequentemente, não “conseguem” com eles.
    E por sua vez, os filhos fazem toda a algazarra, pra chamar atenção e dizer: “eiiii eu existo, me notem”.
    Ter filho é uma responsabilidade muito grande, exige uma dedicação de forma que os pais terão que abster-se de certas coisas, até que seus filhos estejam crescidos.
    Mas sinceramente…
    vale a pena
    😉

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s