"Crise de língua"

Fonte: http://www.flicker.com
Já faz algum tempo que isso aconteceu. Estava relendo algumas coisas sobre convulsão e acabei lembrando de duas situações um tanto engraçadas que aconteceram no plantão:
Visivelmente ansiosa, a jovem mãe de uma linda e sorridente menina de três meses, comenta o que aconteceu, expressando em seu rosto a necessidade de ajuda:
– Minha filha está enrolando a língua, doutor!
Confesso que não havia entendido muito bem o que ela queria falar com aquilo. Convulsão? Era justamente essa a preocupação da acompanhante:
– Acho que ela teve uma convulsão, pois enrolou a língua! Eu estou apavorada!
Perguntei se a criança tinha desmaiado ou apresentado movimentos repetitivos dos braços e pernas. A resposta foi negativa e esclarecedora:
– Nada disso doutor. Ela olhou pra mim, colocou a língua pra fora e começou a girá-la. Ela nunca fez isso!
Bem… se todas as enroladas de língua fossem crises convulsivas, coitados dos casais apaixonados… Risos.
Enquanto o problema só está na língua, a gente vai levando. Complicado mesmo é quando o corpo todo treme. Esta era a queixa da próxima mãe:
– Doutor, meu filho começou a tremer hoje à tarde.
– E como foi isso? Ele estava com febre?
– Não, não. Acho que estava fazendo força para evacuar mesmo… depois que fez cocô, parou.
O mais interessante disso tudo não foram os problemas em si, mas a preocupação das mães em torno de acontecimentos corriqueiros, que frequentemente fazem parte da vida das crianças. Descobertas que ora preocupam, ora divertem. Experimentar a risada depois das dúvidas esclarecidas, torna o ambiente mais amigável, e faz com que os familiares se abram e se sintam a vontade para conversar com o pediatra. O importante é ir pra casa sem dúvida!
E por falar em crise convulsiva… que coisa é essa?! É a mesma coisa que convulsão? E epilepsia? E ataque epiléptico?
A convulsão (ou crise convulsiva) é um descontrole temporário das células responsáveis pelos impulsos nervosos (neurônios), os quais são disparados de forma desordenada. Como os impulsos nervosos provocam a contração dos músculos, o resultado assusta um pouco: o corpo treme, dando a impressão de um verdadeiro “ataque” (por isso ataque epiléptico).

A convulsão pode acontecer devido à febre (convulsão febril) ou devido a uma doença chamada de epilepsia. Quando a convulsão é do tipo “febril” não há necessidade de medicações específicas, apenas para o controle da temperatura. Já na epilepsia, onde a convulsão pode aparecer mesmo sem febre, faz-se necessário acompanhamento com o neuropediatra para o uso de medicações adequadas.

4 comentários sobre “"Crise de língua"

  1. hIUAhIUAHiuHAiuHA se eu contar tu nao acredita! no ‘verificador de palavras’ aqui do comentario tá assim ‘ciffu’ HUAIhIUAhIUAhiUHAiuHAmereço!parabens ai oo papai noel..HIAUhIUAH o blog ta irado..e aproveita que tais de plantao sem fazer nada e escreve bastante 😀abração

  2. Oi, Thiago!Seu blog é mto divertido, e ao mesmo tempo, elucidativo com fácil compreensão. Adorei o post, com o intuito de esclarecer sempre, deixar os responsaveis sem duvidas…Além de tudo, divertido compartilhar essas histórias. Abraços e um ótimo 2009!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s