Virose!

Boa noite!
Em primeiro lugar, peço desculpas pelos dias que fiquei sem escrever, mas os últimos plantões foram um tanto agitados, com pouco tempo para pensar em outras coisas sem ser em… gastroenterite aguda! O quê?!?! Isso mesmo… g-a-s-t-r-o-e-n-t-e-r-i-t-e a-g-u-d-a.
Com certeza você já ouviu falar nessa doença, mas com um nome um pouquinho diferente! Em um dos posts anteriores, falei brevemente sobre as tais “viroses”, infecções causadas por vírus. Então… A gastroenterite é uma inflamação (termina em ite) que acomete estômago (gastro) e intestino (entero), causada por vírus. Juntando tudo: gastro-entero-ite = gastroenterite! Fácil né?! Por ser uma doença causada por virus, pode ser chamada, então, de virose! Agora ficou mais fácil ainda!
Na gastroenterite a criança está bem, e de repente começa com vômitos frequentes, dor abdominal e diarréia. Geralmente a alteração nas fezes vem depois dos vômitos. Pode ocorrer um período de febre baixa (até 38 – 38,5 oC), que dura até 3 dias. Diminuição do apetite e astenia (fraqueza) também fazem parte do quadro.
A dor abdominal acontece porque o intestino começa a trabalhar mais rápido, contraindo-se com mais intensidade, na tentativa de eliminar o vírus do organismo. Por isso dizemos sempre que diarréia não se corta, certo?! Apesar de ser muito chato ter diarréia, ela é um importante instrumento de defesa natural de nosso corpo.
Com relação aos vômitos, o pensamento é parecido: o vírus machuca o estômago e, portanto, esse órgão deixa de funcionar direito, se contraindo várias vezes, um pouco mais forte do que o normal, até que o alimento seja expulso (pelo caminho errado!). Porém, nessa situação, medicações para cortar os vômitos podem ser administradas, para garantir que a criança reponha os líquidos que perdeu e não desidrate. Mas lembre-se: medicação apenas com prescrição médica!
A infecção dura aproximadamente 7 dias, sendo que os sintomas são mais intensos num período de 3 a 5 dias. O vírus é transmitido de pessoa para pessoa através de contato direto ou secreções. Então fique ligado: ambientes fechados, principalmente aqueles que tem um monte de crianças juntas, são lugares perfeitos para propagação de vírus (imagina uma piscina de bolinhas instalada no meio do shopping!). Também é comum a propagação do vírus em piscinas e praias.
O tratamento é baseado no alívio dos sintomas. Devemos garantir que a criança ingira líquidos, pelo risco de desidratação. Deve-se administrar o soro de reidratação oral (hoje existem várias marcas e sabores nas farmácias). Água de coco também pode ser administrada, pois contém sódio e açúcar em sua composição, tendo função semelhante ao soro de reidratação oral. O segredo está na forma de administrar o líquido: pequena quantidade, várias vezes. Mesmo depois do uso da medicação, se a criança tomar uma quantidade grande de líquido de uma só vez, os vômitos podem retornar. Às vezes é necessário fazer medicação injetável.
A diarréia vai diminuindo na medida em que o vírus é eliminado, e essa sim não pode ser cortada de jeito nenhum, caso contrário, a infecção tende a piorar. Não há indicação formal de dieta para crianças com gastroenterite, porém o bom senso vale. Alimentos gordurosos e doces em excesso devem ser evitados. Prefira grelhados, arroz branco, purê de batata, biscoito salgado e outros alimentos leves para que a criança se sinta melhor. E importante! Nesse período mais vale beber bastante líquido do que encher a barriga de comida e acabar vomitando no final, ok?! Esse recado vale principalmente para as mães que querem ver os filhos crescendo, mesmo com diarréia e vômitos! Nesse período é comum a perda de peso, mas nada que não possa ser recuperado nas semanas seguintes.
Ah! E muita sorte para toda a família! Pois a gastroenterite viral costuma não deixar ninguém de fora… afinal de contas… família unida, permanece unida! Não esqueça que o vírus passa através do contato. Então vamos lavar a mão galera!! Quem será que usou o computador antes de mim?! Já volto! …

17 comentários sobre “Virose!

  1. meu filho de 3anos e 3meses faleceu por causa dessa doença e avaliaçao de uma medica errada que me mandou dar bastante soro em casa e nem examinou meu filho direito depois de 2 dias da consulta ele piorou e faleceu por isso peço para as maes que tiverem seus filhos com esse sintoma peça um exame detalhado ao medico

  2. Em primeiro lugar agradeço por visitar o Blog.
    Infelizmente é impossível fazer diagnóstico à distância, sem avaliar o paciente. Há muitas possibilidade para o mesmo sintoma, não sendo adequado (e nem permitido pelo CRM) dar orientações sobre diagnóstico e tratamento sem avaliar o paciente. Desculpe-me

    Espero que ele esteja melhor e que você tenha procurado o médico.
    De qualquer forma, vale a dica: sempre que a criança não estiver bem, leve-o ao médico e nunca medique-o sem avaliação prévia.

    Abraço,

    Tio Thiago

  3. Tiago se puder por favor me ajude.Meu filho tem 12 anos e está c/ diarreia, febre entre 38, tosse, dor de cabeça e agora a noite já tem uns dois dias aprecem uns caroços vermelhos na pele q/ coçam muito, estou dando ele, soro caseiro e de farmácia, dipirona e hixine na reação alérgica, ainda não o levei ao médico.Ele está c/ os outros sintomas desde a última quinta-feira dia 29, mas vem sempre um separado do outro e de vez em qdo, o q/ vc acha q/ pode ser? Li o seu blog e acho q/ pode ser gatroenterite, mas ela não dá caroços na pele, ou dá ? Qdo acho q/ ele está melhor reaparece algum sintoma.Por favor me responda estou desesperada.Meu e-mail é lininhavg@r7.com

  4. Gostei muito de suas explicações, procurei várias vezes na net mas só agora que li o seu blog que fiquei realmente sabendo o que precisava.Continue com esse trabalho pois ajuda muita gente.Parabéns e Obrigada pela iniciativa.Aline. Ubá – MG

  5. Obrigada, Tiago! O meu filho de 2 anos está agora a passar mal por causa de uma gastroenterite. Valeu esta leitura, bastante elucidativa…
    Bjo

    Gisela, Portugal

  6. Oi Tio Thiago! Amei as informações! Como é bom ler e entender…essa sua linguagem facilita muito e nós mães agradecemos, pois estamos sempre com dúvidas, não é mesmo? Vou estar sempre visitando para aprender ainda mais. Bjão! Cléia

  7. Adorei,muito bom,breve claro super esclarecedor,tenho um filho de 05 anos que ja teve 03 crises de gastroenterite,será que intolerância a lactose também pode causar isso? meu filho tem intolerância a lactose e percebo que sempre que toma um pouco de leite logo após vem ela a GASTROENTERITE e o mais engraçado ele come em pequenas quantidades derivados de leite mais leite em caixinha é um veneno pra ele,se puder me responde ficaria feliz aline_phfd@hotmail,saber nunca é demais ainda que meu filho só não pega resfriado pq o resto …eu é que sei.Obrigado e parabéns pelo trb e iniciativa

  8. Opa, seminario de gastrenterite aguda ta pronto!! Nem vou ter trabalho!! hauahuauabrincadeira Thiago, legal a iniciativa!! To na nona fase agora e nao vejo a hora de voltar a ver os pimpolhos e suas maes digamos.. preocupadas!! (As vezes por demais)… pq será que a pediatria apaixona tanto hein?? hehehehAbraço e tudo de bom pra tiSandro.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s