Cuidados com as crianças no verão

Olá pessoal! Tudo bem? Hoje vamos falar sobre os cuidados que devemos ter com as crianças no verão. Sei que é um pouco tarde para tal assunto. Mas lembremos que, na Ilha da Magia, temos praia até final de março (e se bobear abril), e é justamente nessa época que as pessoas acabam se descuidando das medidas essenciais que devemos tomar para garantir a saúde da criançada nos dias de calor! Então vamos lá.

Água e outros líquidos
Todos sabemos o quanto a água é importante em nossa vida! Isso porque somos formados basicamente por ela: mais de 60% de todo o nosso peso é proveniente da água. Quando nascemos, esse valor chega a quase 80%! Para garantir a manutenção de nossas funções vitais, é fundamental que o tanquinho de água permaneça cheio.
No verão, em função da maior perda de líquido através da pele (suor, transpiração), precisamos ingerir uma quantidade também maior de água. O grande problema é que não temos um marcador de água que acende uma luz quando chega na reserva. Porém, vários são os sinais observados quando estamos ingerindo uma quantidade insuficiente de água: a urina fica mais escura, sentimos uma sensação de boca seca, nossa cabeça pode doer, ficamos um pouco mais sonolentos e sem muita vontade de fazer as coisas. Você está se sentindo assim? Corra e tome um copo d’água, agora mesmo! Não esqueça que, antes de tudo isso aparecer, você deve ter sentido sede, mas não deu bola para o seu corpo. Acertei?!
Para não ter erro, devemos oferecer líquido às crianças, em intervalos regulares. Então, a cada 3 horas, vamos parar tudo e fazer um pit stop! Pausa para a água e um “xixo”. Durante o dia, um adulto deve ingerir o equivalente a 8 copos de água (2000mL). Muita coisa né?! Para as crianças essa quantidade é um pouco menor: uma criança de 1 ano (aproximadamente 10 kg) tem a necessidade mínima de 1000mL de líquido por dia. Aos 6 anos (média de 20kg) a criança deve ingerir 1500mL. Devemos lembrar que a criança ingere outros líquidos (leite, sucos, frutas etc) que devem ser contabilizados nesses valores.
É importante saber que a água de coco não substitui a água, pois possui uma quantidade considerável de sódio. Dessa forma, além de dar a água, você está oferecendo sal para a criança, fazendo com que aumente ainda mais a necessidade de líquido. Então queridos pais, água de coco deve ser oferecida apenas para crianças maiores de 1 ano, em pequenas quantidades, ou em caso de desidratação com perda de sódio (vômitos e diarréia).

Alimentação

Você tem muita fome no verão? Não né?! Seu filho também não. Respeitar o apetite da criança, não forçando os alimentos, é o melhor que temos a fazer. Porém, vale lembrar que os doces, incluindo refrigerantes e sucos adoçados fazem com que a fome vá embora, já que são bastante calóricos. Matam a fome, mas não fornecem todos os nutrientes que a criança precisa para crescer saudável. Devemos, então, oferecer mais água do que suco, e nunca oferecê-los antes das refeições. A alimentação deve ser leve, evitando frituras ou outros alimentos de difícil digestão.
Muito cuidado com alimentos consumidos fora de casa! Bandeira vermelha! O risco de infecção gastrointestinal no verão aumenta muito. Nada de comprar comidinhas vendidas na beira do mar, expostas ao sol, ou em barracas impróprias. As clínicas estão cheias de crianças (e adultos) com vômitos e diarréia nessa época do ano. As pessoas comentam que “tem uma virose na cidade”, como se fosse algo do além. Tem sim muita falta de cuidado e exageros! Atente-se a isso!

Cuidados com a pele
A criança não deve ser exposta ao sol por mais de 10 minutos ao dia até os 6 meses de vida. Antes disso, sempre devemos protegê-la com roupas adequadas e chapéu. Após os 6 meses, os protetores solares devem ser utilizados. Isso vale para o verão, outono, inverno e primavera! Não se esqueça que os raios UVA estão presentes durante todo o tempo (até mesmo no inverno), e são os responsáveis pelo envelhecimento da pele (e provavelmente o melanoma, um tipo grave de câncer de pele). Os raios UVB, responsáveis pela maior parte dos cânceres de pele, são mais intensos nos períodos de sol forte.
Os protetores devem ser apropriados para criança, com fator de proteção solar entre 30 e 50. Utilize-os durante o ano todo, sempre que houver exposição à luz do sol. Devem ser aplicados 30 minutos antes da exposição e reaplicados a cada 2 horas, para que seu efeito seja duradouro. Lembremos que a água remove a proteção. Portanto, depois do banho de mar ou piscina, lembre-se novamente de seu amigo.
Não podemos esquecer que nossa pele fica um pouco ressecada devido à exposição solar. É adequado aplicarmos uma loção hidrante após o banho, para mantermos hidratado o maior órgão de nosso corpo (a pele!). Atenção: a pele da criança é mais sensível e delicada, merecendo, portanto, produtos específicos para a faixa etária.

Amigos… com essas dicas, espero que vocês aproveitem o finalzinho do verão com bastante saúde e responsabilidade, curtindo todos os encantos da Natureza! Promova um ambiente agradável, com hábitos saudáveis. Dessa forma, seu filho terá sucesso ao se espelhar em você.
Um abraço do tio 😉

10 comentários sobre “Cuidados com as crianças no verão

  1. Oi Tio Thiago.
    Otimas dicas de verão, ainda mais para os pais de primeira viagem!

    A Princesinha Julia Dantas, está seguindo os conselhos, e adora uma agua do mar, lagoa, cachoeira, piscina…até agua da chuva!

    Abraços, mamãe Rafa.

  2. Oi Tio Thiago,
    Acompanho seu blog e seus posts, parabens, seu muito interessantes e educativos!! Moro na roça e minha filha de sete anos tem muito contato com os bichinhos e com a terra. Ela precisa tomar remedios de vermes com frequencia???? Na atualidade, a verminose pode matar? antes ouvíamos falar que crianças morriam de convulsão por causa de vermes, isso é possivel???
    grande beijo
    Povo do Caruru

  3. Olá Karen, boa noite!
    Nem sempre os pequenos aceitam os sucos tão facilmente. Às vezes precisamos ter mais calma e entender que eles estão em fase de adaptação. São texturas e sabores novos, que aos poucos, vão sendo aceitos pela criançada. Se deixarmos de oferecer, perdemos a chance de que eles aceitem. Por outro lado, não devemos forçar, mas sim oferecer. São coisas beeeeeeem diferentes, ok?! Além disso, oferecer um suco de caixinha simplesmente para eles tomarem suco, não faz sentido. O açúcar só prejudica a formação do paladar e a aceitação de frutas. Tente não cair nessa tentação.

  4. Olá Thiago!
    Meu filho de 8 meses não toma suco de jeito nenhum, já tentamos de várias frutas, principalmente as que ele gosta de comer amassadinhas, mas não vai, faz careta e gospe.
    No entanto, ele toma bastante água, sempre após as refeições (almoço, janta e lanches).
    Devo continuar insistindo no suco, talvez tentar os sucos prontos, que são mais docinhos e tal, ou só por ele comer as frutas já é suficiente?
    Valeu!!

  5. Bom dia Isa! Tudo bem?!
    Boa pergunta! Mas vamos lá que o tio responde… hehehe
    No inverno, transpiramos menos devido ao frio. Então o organismo tem que controlar a quantidade de água por outros meios. Dessa forma, eliminamos a água que não foi embora com a transpiração, através da urina.
    Ah! Só para lembrar! Mesmo com menos sede, temos que continuar ingerindo líquidos no inverno. Não deixem de ofercer água para os pequenos!!

    Um abraço do tio!

  6. Olá Sheila! Esse é um problema comum nas crianças da idade de seu pequeno!
    A água deve ser oferecida sempre no intervalo das refeições, e em pequena quantidade. Como ele aceita pouco, você pode aumentar a frequência da oferta (um golinho várias vezes). Temos que encontrar alternativas, oferecendo sucos naturais e chá gelado (chá de camomila, capim limão, erva doce etc). Infelizmente não tem mágica!
    Lembro que é muito importante reduzir a quantidade de sal da dieta. Dessa forma ele eliminará menos água e terá menor chance de desidratar.
    É isso!

    Um abraço

    Um abraço
    Thiago.

  7. Olá Mami! Devemos passar protetor no rosto, assim como todo o corpo, a partir dos 6 meses. Hoje tem no mercado várias marcas bacanas. Devemos dar preferência aos protetores que são feitos especialmente para crianças, de preferência sem perfume e corante para evitar processo alérgico, e com FPS entre 30 e 50.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s