Vacinar ou não vacinar? Eis a questão!

Você deve estar pensando: Vacinar ou não vacinar? Eis a questão! Certo? 
No último ano, foi registrada a presença do vírus Influenza em todos os continentes, porém, em frequência muito menor quando comparada ao ano de 2009. Neste ano,  presenciamos a pandemia da Gripe A, lembram? Todo mundo lavando as mãos compulsivamente, usando máscaras e morrendo de medo nas filas das emergências do mundo inteiro! No hemisfério sul, a atividade do H1N1 predominou em alguns países como Austrália, Colômbia e Nova Zelândia, com aumento das infecções nos meses de julho e declínio em setembro. Aqui no Brasil também tivemos muitos casos. Até eu conheci o danado do bichinho! 
Felizmente, aquele tumulto todo passou! Tinha gente que achava que as previsões sobre 2012 tinham sido antecipados (vê se pode?!) sem contar as barbaridades relatadas sobre as vacinas. Parecia um “Vale a pena ver de novo” contando a história da revolta da vacina!  
Com base em estudos populacionais, A OMS define, nos meses de fevereiro e setembro, quais os tipos de vírus que devem estar contidos nas vacinas da gripe para os países do hemisfério norte e sul, respectivamente. Foi definido que os vírus seriam os mesmos contidos nas vacinas conjugadas fornecidas no último ano: 
  • A/Califórina/7/2009 (H1N1)
  • A/Perth/16/2009 (H3N2)
  • B/Brisbane/60/2008
Revisando alguns artigos sobre a gripe A, lembrei-me da fala do virologista britânico John Oxford, reconhecido com um dos maiores especialistas em influenza do mundo, relatando que teremos uma nova onde de gripe suína neste ano. Sério?! Sério. 
Isto pode acontecer pois, conforme suas palavras, “pegamos a vulnerabilidade do vírus e agora ele terá de reagir, buscando outra maneira de se proliferar”. Na verdade, este é um movimento natural das pandemias. Esta segunda onda é sempre mais leve que a primeira e, pelo fato de as pessoas estarem recebendo as vacinas, não teremos aquele monte de gente gripada como nos outros anos. Respirou aliviado agora? 
Então fica o recado: vale a pena vacinar, principalmente as crianças menores que 2 anos, gestantes, idosos e profissionais da saúde. Sugiro que as crianças maiores de 2 anos que frequentam a escola também recebam a vacina, já que ninguém merece pegar gripe e ficar uma semana de atestado, sem poder ir para a aula, certo?! Os adultos que trabalham em ambientes fechados como escritórios, call centers e outros, também podem pensar no assunto. 

4 comentários sobre “Vacinar ou não vacinar? Eis a questão!

  1. Adorei o tema do post, é algo que alguns pais ainda ficam em dúvida: vacinar ou não vacinar?
    Mas é sempre bom, marcar uma consulta com o pediatra antes não é mesmo?

    Achei o site Help Saúde que encontra qualquer profissional da saúde(médico, dentista, psicólogo) em qualquer lugar do Brasil e tbm encontra seus telefones para marcar consulta, endereços de consultórios e até o plano de saúde que ele aceita!
    Recomendo!

    http://www.helpsaude.com

    #ficaadica!

    Beijinhos,Ana Carol

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s