Como estressar seu pediatra em apenas uma consulta!

Olá gente! Hoje resolvi escrever sobre algo bastante útil para pais e mães que não gostam do seu pediatra. Com este pequeno manual, você conseguirá estressar qualquer pediatra em poucos passos. Pratique estes exercícios no plantão, nas consultas de rotina, com pediatras diferentes, para que você tenha certeza que a técnica realmente funciona! Em algum momento você conseguirá alcançar seus objetivos! 
Preparados? Vamos às dicas! 

1 – Entre no consultório reclamando do tempo de espera da consulta. 
Claro que você tem toda a razão em reclamar. Afinal de contas, as crianças são totalmente previsíveis, as consultas são extremamente curtas e o telefone do pediatra não toca nunca. Além disso, pediatra é um especialista que não encaixa nunca, ninguém… Que não tem que orientar nada, já que os seus pacientes costumam vir sempre sem dúvidas. Ele não tem motivo nenhum para se atrasar. Reclame mesmo. E mais… Na próxima consulta chegue tarde, já que ele atrasa sempre! Assim ficará bem mais fácil de ele organizar a sua agenda! 

2 – Em uma consulta de encaixe (urgência), peça para medir e pesar a criança, alegando que você está sem tempo para agendar uma consulta de rotina. 
Isso será bem tranquilo para o seu pediatra, já que a agenda dele está sempre vazia. Um encaixe é como uma mágica! Abre um buraco negro no tempo, fazendo com que tudo pare para que você satisfaça todas as suas vontades, naquele momento, e depois tudo volta ao normal, sem que interfira em nada, nem na agenda do pediatra e nem das outras pessoas que estão aguardando. 

3 – Na consulta de emergência, peça um remedinho para abrir o apetite de seu filho (obeso), que não come nada! 
Assim como você, o seu pediatra também fica impressionado com a capacidade de seu filho engordar sem comer nada! Ele vive de vento, não?! O pediatra olha o gráfico, percebe que a criança está acima do peso, mas concorda com você que tem que dar um remédio para abrir o apetite! Ah! O pediatra vai adorar ouvir sugestões suas como Sadol ou Óleo de Fígado de Bacalhau. Diga que a sua vizinha deu estes nomes escritos para você em um papelzinho. Ele vai adorar a sugestão e querer conhecer a sua vizinha! 

4 – Após a orientação de um tratamento, pergunte a ele o seguinte: Doutor, você garante que meu filho vai estar bem até amanhã?! 
O seu pediatra terá orgasmos de felicidade nesta hora! Ele não hesitará em dizer que garante! Claro! Ele é o máximo, sabe tudo, quase um Deus! Imagina se ele não vai garantir que seu filho estará bem em 24h! Assim como você, ele tem pressa pra que as coisa fiquem bem, imediatamente, já que temos muitos problemas para resolver no dia-a-dia. E claro, a tecnologia está muito avançada. Seria impossível não resolver um problema de saúde em 24h. 

5 – Ligue para seu pediatra no meio da madrugada, informando que seu filho está com febre. Quando ele começar a dizer o que fazer, você rapidamente o surpreende: eu já dei o remédio, a febre já baixou e meu filho está dormindo. Eu só queria saber se você está de plantão amanhã, em algum lugar. 
Este item é tão claro, mas tão claro, que nem merece comentários. Seu pediatra ficará muito feliz pela preferência! Diga a ele o seguinte… O senhor não imagina o que é ser mãe! A gente nem consegue dormir de madrugada, doutor! 

6 – Em uma consulta de emergência, diga ao pediatra que veio fazer rotina, pois não conseguiu agendar no horário que você queria. 
Em primeiro lugar, o pediatra vai ficar muito feliz em saber que a criança está saudável, que não tem nada. Depios, ele vai ligar para a secretária pedindo que informe todas as mães da recepção que estão aguardando com seus filhos doentes (febre, dor de ouvido, diarreia, queda da cama com fratura na cabeça, braço quebrado, essas coisas…) que você vai demorar um pouco mais no consultório para realizar a consulta de rotina do seu filho, porque para você, aquele era o melhor horário. Fique tranquila. As mães são bastante compreensivas e seu pediatra também! 

7 – Chegue na consulta e diga que seu filho tem sinusite e que você quer um raio X de seios da face. 
Essa dica é top de linha! Os pediatras adoram fazer coisas que os pais determinam. Principalmente quando os pais fazem isso com base no que estudaram no Google! Se você quer mesmo agradar seu pediatra, já traga no papelzinho o nome do antibiótico que deve ser prescrito. Assim seu pediatra não terá trabalho algum durante a consulta, não precisará pensar e nem descartar causas mais graves, pois você já vem com tudo pronto! Melhor ainda se você liga pra ele e pede para deixar uma prescrição na recepção, de algo que você já comprou na farmácia, mas precisava de receita. 

8 – Atenda o celular logo antes de entrar no consultório. Quando o pediatra chamar você, não desligue. Só dê um sorrizinho para ele, e entre falando ao telefone. Sente na frente dele e espere alguns minutos até terminar a sua conversa e iniciar a consulta. 
Essa dica fará com que seu pediatra também tenha mais tempo para resolver algumas coisas. Claro que ele está agoniado para responder e-mails, ver exames. Ele poderá aproveitar este momento para fazer isso! Deixe seu pediatra respirar um pouco. Prolongue a conversa ao telefone! 

9 – Fale para o médico o seguinte: Doutor, você é o quinto médico que eu levo o meu filho nesta semana. Você vai ter que dar um jeito! Ou ainda… Meu filho tem dor na perna há 2 meses… espero que o senhor resolva isso hoje! 
Claro que seu pediatra se sentirá bastante lisonjeado em atender ao seu apelo. Com certeza ele resolverá imediatamente o que outros 5 pediatras não resolveram, ou conseguirá resolver o problema que dura dois meses, em 10 minutos de uma consulta de emergência. Talvez ele fique um pouco confuso e não entenderá o motivo pelo qual você não agendou consulta com hora marcada ou com algum especialista neste tempo. Mas você logo esclarece que não tem nenhum pediatra que acompanha seu filho e que sempre resolve tudo em cima da hora, na emergência mesmo. Ele entenderá plenamente, pois a vida anda muito corrida. 

10 – Deixe a criança quebrar o consultório todo! Deixe-a pular na balança, pegar o estetoscópio, abrir a lata de palitos de madeira (e contaminar todos eles!)… Enfim! Deixa seu filho ser criança (sem limites!).
Com certeza você nunca mais será esquecido pelo pediatra! Ele ficará muito feliz em ter que comprar novos materiais, pois os seus já devem estar velhinhos. Ele não se importará em ter que jogar todos os palitos de madeira fora devido à contaminação, já que são apenas palitos de madeira, e ficará bem tranquilo vendo o seu estetoscópio na mão da criança, correndo o risco de ser quebrado. Se quebrar não tem problema, ele compra um novo para atender o próximo paciente!  E se não der tempo, também não tem problema. Afinal de contas, criança nem tem problema de coração, né?! 

Tá dando risada aí do outro lado?! Me conta… o que você já aprontou hein?! hehehehe

56 comentários sobre “Como estressar seu pediatra em apenas uma consulta!

  1. Depois de ter o estetoscópio estragado a mordidas, o lacre da balança arrancado à força, as lâminas da perciana quebradas por mãozinhas bem pequenininhas e a mãe vendo sendo incapaz de falar nada, ah e o otoscópio alemão derrubado no chão e quebrado sem conserto, bem, depois de tudo isso e mais um pouco…. (bem lerda que sou), não espero mais que a família tome atitude eu mesma dou um jeito de falar e tirar a criança de onde possa causar danos e, estetoscópio, otoscópio nem pensar em pegar!

  2. A pediatra da minha filha deve me adorar pois eu sou mto sussa, nunca liguei no celular dela , no máximo mando um email tirando alguma dúvida. Fico grata dela sempre responder ainda mais se tratando de uma pediatra adepta à humanização, q a qualquer hora é acionada pra receber um RN, sei que ela não precisa ser incomodada com assuntos não urgentes. Convenhamos, se for emergência, o PS tá aí pra isso, né ? rs
    Mas estava pensando aqui…. às vezes as mães fazem isso pra se vingar dos pediatras que insitem em chamá-las de MÃEZINHA…. hahahahha

    Thiago, adorei seu texto, Parabéns.

  3. Infelizmente uma parte dos problemas levantados se resumem no fato de que esses pais e mães não tem educação – nem para fingir que tem.
    Vai daí o autocentramento destrambelhado que ignora o mundo além do próprio umbigo.
    Parte do que é dito tem analogia com questões de outros consultórios de outras especialidades (reclamar do atraso no atendimento como se o médico adorasse ficar mais tempo do que o habitual em uma consulta sem necessidade alguma para se estender; o paciente falar no celular na hora do atendimento como se estivesse em casa, etc etc)

  4. Putz! Fico revoltada com o povo querendo corrigir erro de Português, isso nem sequer é o que está sendo questionado aqui.
    Mais respeito ao doutor em questao, ou melhor todos o medicos que passam por esta situação!
    E mais, caso alguém resolva me Criticar por ter escrevido algo errado, to nem ai, moro nos U.S.A a 15 anos e pouco me importo com i que pessoas ignorantes pensam….

  5. Thiago é mesmo assim! Sempre as mães acham que seus filhos, são os melhores do mundo! Intocáveis! Anjinhos! Claro, sem asas. Falta para estas pessoas, comando e atitudes, para com seus amados filhos. A palavra não também faz parte do vocabulário. Tá difícil a vida do(a) pediatra quando as pessoas não são responsáveis!

  6. Muito bom o texto. Ainda bem que eu nunca fiz nada disso! kkk Acho que, no máximo, seria a mãe que reclamaria da sem-noção que marca consulta como emergência e pede exames de rotina. Agora fica a dica pros doutores: cuidado porque também tem muito pediatra sem-noção e mal educado!! Aquele que é grosso com as mães que fazem perguntas que, pra eles são óbvias as respostas, mas que pras mães de primeira viagem ( e que não usam o google como consultor médico) são causas de extrema agonia. Ou aquele que viaja a lazer ( nada contra, pediatra é ser humano !), mas que só avisa no dia que você vai pra consulta e o que é pior, a secretária te marca, como encaixe, pro próximo mês!

  7. Muito bom! Só pediatra mesmo pra saber como isso é frequente…Thiago, sou pediatra há quase 20 anos e publiquei um livro “Na dose certa – o que mais o pediatra tem a dizer”. O livro é dirigido para famílias de pacientes e aborda várias questões do dia a dia, numa linguagem simples e bem humorada. Posso te enviar um exemplar?

  8. Graças a Deus acho que nunca fiz isso!! Ahahahah Tanto a pediatra que cuidou dos meus filhos quanto o casal de dentistas que tratou dos dentes deles se tornaram meus grandes amigos!!!
    Parabéns! Ótimo texto!!

  9. Mãe pode falar??
    Você chega na emergência com uma criança ou quebrada, ou cortada ou com alguma outra urgência!
    O procedimento é… Entrar na frente pela clara prioridade da situação.
    Mas as outras mamães também acham que o filho que espirrou três vezes mais do que ontem, hoje, tem direito a essa mesma prioridade!!
    Realmente, os médicos não sabem o que é uma emergência!!

  10. Parabéns pelo texto… perfeito!!! Bem escrito, irônico na medida certa pois não foi ofensivo. Tudo que está escrito é verdade e quem nunca passou por nenhuma dessas situações, como mãe ou médico é porque ainda não teve filhos nem trabalha na profissão. Com certeza há muita mãe “sem noção” no mundo que pensa que tudo gira ao seu redor e seus problemas são os maiores e mais importantes. Eu acrescentaria ainda várias outras situações engraçadas ou estressantes nessa sua lista. Porém…….. devo dizer também que nem todos os médicos são tão inocentes assim. Também existem os que marcam as consultas sabendo que de nenhum modo vai poder estar no consultório na hora marcada. Existem os que trabalham em hospitais públicos e abusam de faltas e atrasos sem nenhuma consideração com as mães que levaram meses para conseguir uma consulta.. Existem ainda os que ficam no telefone, na internet em sites pornô, conversando abobrinhas com os amigos ou pior, se drogando no horário de trabalho enquanto os pacientes aguardam. Não sou médica mas sou profissional da saúde, trabalhei em várias clínicas particulares, sou lotada num hospital público do RJ e já vi muitos absurdos de ambas as partes, mães e médicos. Mas novamente, parabéns pelo texto, me diverti com ele. Um abraço!

  11. Muito bom! O pior que isso é mais freqüente do que muitos imaginam. Quanto às criticas que recebeu aí em cima acho todas válidas, afinal todos tem direito de se expressar, mas nós (humanos como qualquer outro) também temos direito de nos chatear com falta de respeito, educação e bom senso. Sem dúvida, no consultório quando os acompanhantes tomam atitudes como essas ou outras, como pedir atestado pro sobrinho, receita pra criança que vc não conhece, ou ainda pede para dar uma olhadinha no exame da filha da vizinha, eu explico educadamente que não estou satisfeita. A partir daí, o acompanhante fica muito à vontade para fazer o que for da sua vontade, corrigir sua postura inadequada ou continuar sendo inconveniente em outro estabelecimento. Entendo que estudei para ser médica e orientar meus doentes da melhor maneira possível mas em nenhum lugar estava escrito que sou obrigada a aceitar falta de respeito ou educação.

  12. Ri muito aqui, imaginando as cenas… Até q minha pediatra eh uma pessoa de sorte… Nunca liguei, nem p obstetra qdo estava grávida, muito menos p pediatra. As pessoas esquecem q os profissionais tem vida “além consultório” e q, pasmem, atendem outros pacientes além dos filhos delas. Paciência e amor ao ofício são as palavras de ordem na vida dos profissionais da área da saúde. 😉

  13. Achei o máximo , tenho alguns amigos Pediatras e as vezes contam essas histórias de consultório. Eu amei o jeito divertido que você deu para as situações. Parabéns

  14. Já ouvi dizer sim. Por isso tenho sempre muito cuidado em expor o que penso aos meus pacientes. Eles nunca saem com dúvida do que eu realmente estou pensando, e nem eu deles. Ótima relação! Textos são educativos e servem também como entretenimento. Penso que devem ser generalistas e por isso escrevo de forma mais marcante e enfática. Obrigado pela possibilidade que você me deu em falar sobre isso! Da próxima vez identifique-se! Assim podemos avançar no processo de discussão construtiva, responsabilidade, esse tipo de coisa que gostamos de ensinar para nossos filhos! Grande abraço!

  15. “Se tenho algo para resolver… ahhh… vou te dizer que resolvo pessoalmente. Sinceridade é uma qualidade que realmente tenho! ” … muito bem, mas vc já ouviu dizer que, dependendo de como se fala, a sinceridade/franqueza pode, muitas vezes, ser interpretada como grosseria!?

  16. Ri muito!!! 😀 O pior é que tudo isso acontece mesmo! Embora não tenha filhos, tenho um cunhado que é pediatra e uma irmã (sua mulher) que também é médica e trabalha no ps… Contam cada coisa!!! Eu até diria “que bom que escolhi a área de informática!” mas ela possui seus próprios “pacientes” e “pais” sem noção… hihihi

  17. Adorei!
    Muitas mães sem noção de verdade…
    Parabéns pelo post super esclarecedor sobre o que significa uma consulta de emergencia…tem gente que não entende ou ignora essa palavrinha magica.

  18. É verdade Tiago, a sinceridade é importante. E incomoda muita gente! Se a pessoa não ligar o “desconfiômetro”, poderia dizer que o azar é só dela… Mas não é, é nosso e de outras pessoas também! Mas é isso aí, a tarefa de conscientização é árdua, difícil, demorada. Mas te apóio totalmente! Abração

  19. Olá Chris! Todos temos o direito de sentir o que bem entender… hehehehe… assim como de se expressar! O objetivo do blog é orientar e divertir. Se alguém se encontrar em alguns desses comportamentos, terá dois caminhos a seguir: continuar sendo inconveniente para o pediatra (algo que acho estranho, pois o pediatra é geralmente alguém muito próximo da família e que quer todos muito bem!) ou mudar seu comportamento, fazendo com que as consultas sejam mais produtivas para todos. Agora… aos poucos, tomara que os inconvenientes deixem de agendar consulta comigo. Meu dia será melhor, realmente!! Se persistir com os comportamentos desrespeitosos, dou um jeito de falar pessoalmente! Sem dúvida!! As postagens não são indiretas para ninguém, mas sim aprendizado real. Se tenho algo para resolver… ahhh… vou te dizer que resolvo pessoalmente. Sinceridade é uma qualidade que realmente tenho! hehehehe A vida fica mais leve assim!!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s