Consumismo Infantil: Cuidado!


A vida está mudando… Aceita Thiago! Aceita! Será que temos que aceitar esse novo “estilo de vida” que as crianças estão, por si só, decidindo levar? Sim! As crianças que estão determinando o estilo de vida que as famílias seguem! Elas determinam o que fazer, como e quando fazer. Basta um choro e pronto! Todos mudam o que tinham planejado, pois a criança pode ficar traumatizada, coitada.

Bem… Talvez você não perceba, mas por trás de tanto choro, tem muita gente pensando como fazer o seu filho chorar na hora certa, para fazer o que “ele acha que quer”. O seu filho chora, porque alguém está ensinando ele a chorar. Já parou para assistir os programas de televisãoque ele assiste? Já viu as propagandas comerciais que passam nos intervalos dos desenhos que você o deixa assistir?

“Deixar o meu filho chorar não pode traumatizar, doutor?  Doutor, não chega perto dele porque o meu filho tem trauma de médico.”. Gente do céu. Alguém aí tem um trauma de verdade?! Hoje as pessoas estão tão “artificialmente” felizes, que chorar virou sinal de trauma. Tristeza não existe mais no dicionário! Nos dias de hoje, quem tem motivo para ficar triste?! Até parece… Tudo tão fácil! E se estiver triste… Tem remédio pra isso! Claro! Uma baguinha, todos os dias. E se uma só não resolver, tem duas, três, quatro! Tudo para que a gente não chore, não sofra, não sinta! Podemos comprar até a felicidade!

A mensagem é: “Temos que ser felizes! Não podemos ter receio de nada! Temos que ser corajosos!” Pra quê? Para consumir! Para fazermos tudo sem pensar. Você nunca pensou nisso?!  feliz demais ?! Compras são cada vez mais fáceis. Hoje com um toque, tudo acontece! Não dá tempo de ver se o dinheiro no final do mês vai ser suficiente. Apareceu na tela, é colorido, plim! Comprei!  

Dá uma espiada no Facebook: quantas pessoas estão mostrando o que aprenderam ou ensinaram a fazer? Sim… Uma música que compuseram, um quadro que pintaram, um texto que escreveramAgora dá uma olhada para ver quantas exibem o carro novo, a casa nova, o que consomem nas férias! “O meu presente”. Não mostram apenas o seu sorriso de diversão, mostram o local em queestão, o que estão consumindo (rótulos e mais rótulos, marcas e mais marcas!), o que compraram. Bem… Aquela velha história que você já conheceTodos muito mais preocupados em ter e mostrar do que em ser e fazer. Uma verdadeira mediocridade se esparramando como lava vulcânica! Salvem-se quem puder!

Vê se tem alguém postando foto visitando um abrigo, levando alguma criança sem família para passear, ajudando um idoso? Vê se tem a foto de alguém ensinando o filho a fazer alguma coisa de especial?  Infelizmente você prefere que seu filho seja igual a todos os outros, que use as mesas roupas, da mesma marca, que freqüente os mesmos lugares. Ah! Desculpa… Enganei-me! Você quer que ele seja melhor do que os outros! Você não pensa que ele deve ser melhor do que ele mesmo, a cada dia… Evoluir… Sinto lhe informar: os filhos dos políticos que você tanto fala mal, fazem exatamente as mesmas coisas que seu filho. Resultado esperado: Você sabe qual! Masos seus olhos tem que ficar voltados para o “espetacular” para não perceber isso. Até porque, se você parar para pensar, vai surtar! Não?!

E as crianças… Ai, ai… As crianças estão aprendendo com os pais. Fazer o que?!  Já que a escola não pode mais nada.Muitos pais definitivamente não sabem como ensinar e…Compram tablets, pois dizem que são educativos, compram filmes que dizem ensinar alguma coisa, compram brinquedos que educam! Brinquedos que educam?! Cretinamente, empresas como a “Estrela”, que deveriam ser rigorosamente observada e controlada pelo governo (se esse fosse sério), criam jogos descarados, com marcas que são símbolo de consumismo e máquina de cartão de crédito. Tudo de brincadeira!
Pior de tudo… Quando tem alguém tentando fazer do seu jeito, tentando criar o seu filho de um jeito próprio, especial, acaba sendo visto como ET: “Coitadinho do seu filho! Dá um desses pra ele! Todos os amiguinhos tem!”.

Pronto! Cansei. Falei demais. Pense, reflita, tire as suas conclusões.  

3 comentários sobre “Consumismo Infantil: Cuidado!

  1. Perfeito! Está difícil educar um filho sem ser consumista. Ele aprende na TV, na escola com os amiguinhos… e pede, viu? Pede de tudo que vê. Mas, eu como mãe, tenho que mostrar pra ele que as coisas não são assim, não podemos ter tudo que queremos. Aliás, está faltando a maioria dos pais de hj dar limites aos filhos.

  2. Nossa o mundo de hoje como está , ensinar um filho a brincar da rua, andar de bicicleta, jogar futebol ou simplesmente se sujar parece coisa do passado e eu como mãe tento ensinar da melhor maneira que brincar faz bem e como faz e sempre brinco ele, trabalho fora e quando chego em casa me jogo no chão com ele e fico horas ali, até ele dormi… bem que ele tem apenas 7 meses mas já interage bastante e os afazeres de casa fica pra bem depois e se der… e amo fazer isso!! ADOROOO O BLOG TIO THIAGO!!!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s