Infecções de Vias Aéreas Superiores

As infecções de vias aéreas superiores são muito comuns na criança, principalmente até os 2 anos de idade. Na maioria das vezes, a infecção é causada por um vírus, mas também pode ser causada por bactérias. Esta diferença é importante, pois, se a infecção for causada por bactéria, devemos usar antibiótico. Caso contrário, se a causa for viral, o antibiótico não resolverá. Por isso é essencial a avaliação médica para o diagnóstico adequado.
Dependendo do local da infecção, temos um nome: se a infecção é na faringe, chamamos de faringite; se é nas amígdalas, amigdalite; se é a laringe (região das cordas vocais) que está inflamada, temos uma laringite; se a infecção ocorre nos seios da face e na região das fossas nasais, chamamos de rinossinusite; por fim, se a infecção for no ouvido, temos uma otite.Você pode estar se questionando se o ouvido faz parte das vias aéreas! Sim! Tem uma comunicação entre o ouvido e a região posterior das fossas nasais, chamada tuba auditiva, que justifica a sua inclusão. 
     
Quando a infecção é viral, o quadro dura de 5 a 7 dias, geralmente, com piora em torno do 3º dia. A febre pode persistir por 3 a 4 dias, e depois tende a reduzir espontaneamente e desaparecer. A criança costuma ficar bem quando a febre baixa, e fica “caidinha” quando volta a ter febre.
Os medicamentos são sintomáticos, ou seja, devem ser usados apenas para aliviar os sintomas provocados pela febre (mal estar, dor no corpo, fraqueza, tremores, etc). Se a criança estiver com febre, mas sem sintomas, o antitérmico não precisa ser utilizado.
Quando, ao exame, percebemos sinais que sugerem fortemente uma infecção por bactéria (como placa nas amígdalas, por exemplo) aí sim o uso de antibiótico se faz necessário. Este deve ser sado conforme orientação médica, para que a bactéria possa ser combatida de forma efetiva. Nas infecções bacterianas, a criança costuma ficar mais prostrada, mesmo quando está sem febre. Os sinais de melhora surgem após 24 a 48h do início do antibiótico. Mas lembre-se: a criança pode ter febre até 72h após começo do tratamento. Se a febre ultrapassar três dias, o pediatra deverá ser consultado, pois talvez seja necessária a troca do antibiótico. 

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s