O dia em que a babá robô chegou!

Com crianças pequenas em casa, temos que ser práticos: se não conseguimos mudar o mundo para que eles possam crescer de forma mais saudável, então que, pelo menos, mudemos o nosso ambiente, a nossa casa! Canso de ouvir pessoas reclamando da vida, dizendo que está difícil criar um filho. Até concordo, parece difícil mesmo. Mas será que não estamos dificultando um pouco mais as coisas? Será que não estamos tendo novos sonhos, desejos e estes não estão tomando conta do “espaço” que o filho preenchia até algum tempo atrás? Só é uma suposição. Se você se sentiu cutucado por isso, não me xingue, não foi pra você. Talvez você tenha se identificado e sentido uma pontinha de culpa. Pare, pense, reflita e vê se serve para sua realidade. Se não, relaxa.
Bem… Ninguém pode negar que até alguns anos atrás as crianças estavam sob o controle dos pais. Pelo menos pareciam estar. Pai e mãe detinham o “poder” sobre os pequenos. Eles eram mais obedientes, respeitavam mais, não revidavam, não pediam para comprar coisas todos os dias. Há quem diga que o “modelo” utilizado para educar os filhos era muito autoritário. Até pode ser. Mas passando o tempo, as coisas foram relaxando. As crianças passaram a não ter mais hora para dormir, nem para comer, nem para acordar, nem para tomar banho, nem para nada. Canso de ouvir no consultório pais relatando que não sabem a hora que o filho foi dormir, pois eles – os pais – dormiram primeiro. As palmadas deram espaço para a conversa. Que conversa? As palmadas deram espaço para um vácuo, um vazio no espaço, praticamente um buraco negro que admite qualquer coisa! Mais uma vez. Se esta não é sua realidade, relaxa.
Pensa comigo: A televisão, o videogame, a internet, o tablet… Tudo isso está preenchendo um espaço fértil que era reservado para a convivência com a família. O que o seu filho está fazendo neste exato momento? Que canal ele está assistindo? Que site ele está visitando? Você logo responde: ele está assistindo desenho animado em canais especializados! E você já parou para ver o conteúdo destes “canais especializados”? Já viu como os personagens respondem uns aos outros. De onde ele tirou o nome do brinquedo que ele pediu para você comprar na última semana? Por que será que sua filha quer se maquiar, mesmo sendo criança? A bonequinha dela é criança ou é uma adulta pequena? Todos os dias, sem exceção, ouço dos pais: “Não sei de onde ele tirou isso! Ele vem com cada uma!”. Pois é. Sinto lhe informar, mas seu filho está transitando por caminhos que fugiram do seu controle. As sementinhas já foram plantadas. Resultado: Não sei! Nem você sabe, provavelmente.

Desculpinha: está difícil criar filhos no mundo de hoje! Está sim! Está difícil para os pais que não tem tempo para olharem o seu filho, para estarem com ele. Se não for pela presença, pelo TEMPO e não só QUALIDADE dele, que modelo eles irão seguir?! Se não for ou seu, será o modelo de outra pessoa ou de uma máquina: amigos tornando-se virtuais, Galinha Pintadinha servindo de babá, DVD acalentando a criança enquanto viaja no carro. Imagine o dia em que teremos uma babá-robô! Não precisa imaginar. Este dia chegou! 

4 comentários sobre “O dia em que a babá robô chegou!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s