Dormir nos torna mais espertos, descansa e emagrece!

Você se lembra que, quando éramos criança, nossos pais falavam que estava na hora de criança ir pra cama? Isso acontecia, de verdade! Não é coisa da minha cabeça, é?! Não nos batiam, não falavam alto, só mandavam ir pra cama. No máximo rolava a leitura de uma história, um carinho, alguns minutos ao lado, aquela ajeitadinha no cobertor, um beijo na testa antes de apagar a luz e encostar a porta do quarto. Pronto! Silêncio, tudo escuro. Não restava outra coisa a fazer, a não ser dormir. (mais…)

Eu que sou careta!

Tô vendo que vou ser um daqueles velhinhos chatos, cri cri. Já estou me sentindo assim aos 30! Algumas pessoas falam pra eu pegar mais leve nas postagens, pra eu ver o lado bom das coisas que acontecem. Eu tento! Juro que tento! Quem me conhece pessoalmente sabe que eu sou uma pessoa otimista, de bem com a vida, feliz! Mas quando me deparo com algumas histórias que me tiram do sério, a adrenalina vai a mil! Me controlo para continuar simpático e tento orientar da melhor forma possível, mostrando o que penso, instruindo e não criticando… Mas depois… Tenho que desabafar. Não tem jeito! Sangue italiano é assim. Espero que esses desabafos sirvam para alguma coisa, sirvam para exemplos, para aprendizado, para o bem. Nem que sejam só para abrir uma discussão, pois já servirão para alguma coisa. Não apenas para alimentar uma úlcera. Juro que tento, mas não consigo admitir alguns comportamentos de pais irresponsáveis. Não me esforçarei em poupar palavras neste sentido. São irresponsáveis sim! Explico.

De Galinha Pintadinha a Anita: uma questão de tempo!

Participar da vida e do crescimento de uma criança é algo fantástico! A pediatria me dá esta possibilidade: cuidar de alguém que está bem, sadio, para evitar problemas futuros. Aliar profissão e realização profissional faz do meu trabalho uma extensão da minha própria vida. Dificilmente consigo separar o “pessoal” do “profissional”, e talvez isto explique a paixão que tenho pelo que faço.

(mais…)